Notícias

Liliana Rodrigues participa em estratégia de combate ao terrorismo na Assembleia para o Mediterrâneo


30-04-2018

30-04-2018

Liliana Rodrigues marcou presença na Assembleia Parlamentar da União para o Mediterrâneo, que se reuniu no Cairo (Egipto), nos dias 28 e 29 de Abril. A eurodeputada socialista, que é membro da Delegação dos Países do Mediterrâneo (EUROMED) e Vice-Presidente da Comissão para a Qualidade de Vida, a Sociedade Civil e a Cultura, esteve reunida com vários chefes de Estado e deputados com o objetivo de traçar uma estratégia de combate ao terrorismo. A migração e o extremismo foram outros dos temas em debate.

À Europa, em 2015, chegaram cerca de um milhão e meio de migrantes. Em 2016 esse número foi de 387 mil pessoas. No ano passado, até Outubro, o valor baixou para cerca de 160 mil pessoas.

Na sua intervenção em comissão, tendo em conta as barreiras que os migrantes enfrentam durante o processo de adaptação ao país de acolhimento, Liliana Rodrigues destacou que “quem migra, fá-lo na esperança de uma vida melhor e que essas pessoas não deveriam ter de combater contra qualquer outro tipo de barreiras, sejam elas políticas ou culturais”.

Sobre as questões relacionadas com o extremismo, a eurodeputada socialista vê na cultura e na educação dois aliados para a prevenção da radicalização e garantia da integração: “Não é possível, neste momento, falarmos de migração excluindo a segurança. Até porque há um número crescente de jovens e menos jovens radicalizados com um papel confirmado no extremismo”, referiu Liliana Rodrigues, no seu discurso.

No passado mês de Março, em Sófia (Bulgária), o diretor do Serviço Europeu de Polícia, Rob Wainwright, afirmou que existem cerca de 30 mil cidadãos europeus próximos de redes jiadistas internacionais.

Para a eurodeputada, “a cultura e a educação devem promover o espírito crítico e a não discriminação. Isto significa o reforço da tolerância perante as diferentes religiões, contextualizado histórica, filosófica e ideologicamente”, e acrescentou que é necessária uma cultura humanista que “coloque os direitos humanos e o Estado de Direito na agenda dos diversos países. O chamado ‘mundo civilizado’ caracteriza-se pelo sentimento de pertença, de partilha e de responsabilidade para com o outro”.

Na Assembleia Parlamentar da União para o Mediterrâneo estiveram presentes o Primeiro-ministro do Egipto, Sherif Islail, o Presidente da Câmara dos Deputados do Egipto, Ali Abdel Aal, e a Presidente do Senado Italiano, Maria Elisabetta.

A parceria Euro-Mediterrânica foi oficialmente criada pela União Europeia (UE), em Barcelona, em 1995. O objetivo desta delegação é o de fortalecer as relações bilaterais e multilaterais e melhorar a cooperação regional entre os Estados-membros da UE e os da zona do Mediterrâneo.

_________________________________________________________________________________________________________________

Outros link´s de acesso à notícia:

Diário de Noticias da Madeira, edição online de 30-04-2018 in: www.dnoticias.pt/madeira/liliana-rodrigues-participa-em-estrategia-de-combate-ao-terrorismo-na-assembleia-para-o-mediterraneo-DK3084041 

Jornal da Madeira, edição online de 30-04-2018 in: https://www.jm-madeira.pt/internacional/ver/32151/Liliana_Rodrigues_debate_estrategia_de_combate_ao_terrorismo_na_Assembleia_para_o_Mediterraneo 

Netmadeira, edição online de 30-04-2018 in: http://www.netmadeira.com/noticias/madeira/artigo/251370-liliana-rodrigues-participa-em-estratgia-de-combate-ao-terrorismo-na-assembleia-para-o-mediterrneo 

Portugal News, edição online de 30-04-2018 in: http://portugal.shafaqna.com/PT/PT/2739387 

Twitter